"Aquilo que não nos destrói, fortalece-nos"
Friedrich Nietzsche

12.4.10

Apeteceu-me

Hoje apetece-me falar do meu pai, não é melhor nem menos bom que os outros é o meu.
Ele é
encorajador,
inteligente,
trabalhador,
teimoso,
pouco ou nada carinhoso,
pessimista,
"mariquinhas"[termo usado para pessoa que não aguenta a dor]
perspicaz,
e muito mais.....
É tão teimoso que às vezes em conversa ele diz uma coisa e nós corrigi-mo-lo e ele insiste na sua,
no dia seguinte volta ao mesmo e voltamos a corrigi-lo e ele responde ahh tá bem, quando lhe dizemos mas ainda ontem lhe dissemos isto, ele responde não percebi então, rimos e pronto não há nada a fazer.

6 comentários:

Martinha disse...

em algumas coisas parecido com o meu =)

Malinha viajante disse...

Esta descrição faz-me lembrar o meu avô! (menos o carinhoso, porque é bastante, então para as netas ;) )
bjs

Ps- "Algo se passa, não está na mesma?"
Não percebi miga, explica lá isso direitinho ;)

Jo disse...

Algumas coisas que escreveste são-me familiares ;)

Olhos Dourados disse...

O meu também tem parte mariquinhas.

Sairaf disse...

Lindo!! A beleza daqueles que amas, vista ao sabor dos teus olhos, muito bonito.
Adorei
Abraço grande
Sairaf

Olga disse...

Pais a tentar passar a perna aos filhos...