"Aquilo que não nos destrói, fortalece-nos"
Friedrich Nietzsche

5.1.10

# 1 Quem somos? será apenas o reflexo do que fomos, do que aprendemos ou até do que nos ensinaram

Em criança tive falta de muita coisa, os meus pais trabalhavam na agricultura e os rendimentos eram baixos, quando o meu pai arranjou emprego as coisas melhoraram, mas nem tanto.
Fartei-me de trabalhar, o meu corpo singelo ajudava no que podia ou até mais ainda, as férias eram para trabalhar, ajudando os meus pais, salvo raras excepções em que o meu pai nos metia no carro e nos levava ao Santuário de Fátima, ao mosteiro da Batalha, ao Portugal dos pequeninos, uma vez à Figueira ver o mar e a praia, só ver, ao Bom Jesus de Braga, o roteiro era praticamente sempre o mesmo, ainda assim lá na aldeia éramos dos que passeavam mais.
Talvez devido a esta vivência, não tenho por hábito viajar, gostava, mas não me puxa, eu sei que ia ganhar muito, gostava de conhecer as mais importantes cidades europeias, mas ainda não tive coragem de me meter num avião e voilá.
Planear bem as coisas para a primeira viagem, e correr tudo bem acho que iria contribuir muito para haver próximas viagens.
Sempre que viajei estava tudo planeado e eu não ajudei no planeamento.
Como planear uma viagem? O que levar na bagagem? Como organizar as visitas dentro da cidade para não vir com a impressão que o melhor ficou por ver? São estas perguntas sem resposta que muitas vezes me levam não a dar o passo em frente mas um passo atrás.

9 comentários:

Su disse...

Antes de começar a viajar (algo que aconteceu há cerca de 4 anos atrás) também pensava como tu. Tinha um certo receio de viajar, nem sei explicar bem o sentimento.

Mas a verdade é que é simplesmente fantástico. Penso que é das melhores coisas é conhecer novas coisas, culturas, localidades. Especialmente se tivermos a companhia de quem gostamos.

Acredita que não é nenhum bicho de sete cabeças como às vezes possamos pensar que é. Basta comprar a viagem (por internet é super fácil), reservar um hotel e fazer uma pesquisa no google sobre o destino.
E ninguém te obriga a ires ver aquilo que toda a gente diz que deves ir ver. Faz uma selecção com base na informação que conseguiste e acima de tudo nada de medos.
Uma vez lá fora, basta arranjares um mapa e saberes falar inglês para te conseguires safar.

E vais ver que depois da primeira vais dissipar todas as dúvidas.

Mas sabes que mais? Se realmente não te puxa para viajares, não há problema nenhum. Nem todas as pessoas têm de gostar das mesmas coisas e provavelmente gostarás de fazer outras coisas que serão igualmente interessantes.

Pinkk Candy disse...

Gostei de te ler, e fiquei um pouco 'admirada' por dizeres que "não te puxa para viajar"! ... mas se falas nisso, é porque lá no fundo te está a 'puxar' alguma coisa, não é?! pois.
eu sou 'perita' em preparar viagens [lol]! se precisares de ajuda, diz!

1º que tudo, tens de sentir o desejo de ir visitar um certo sitio, que por algum motivo, desejes conhecer, não é ir para um sitio qualquer!
a partir daí é tudo mais fácil, a Internet tem tanta informação, os guias de viagem também têm óptimas dicas e mapas, é sempre bom ler antes e levar um ou dois!
fazer o roteiro antes de ir também é importante, e não só quando chegar lá!
a roupa, o essencial mesmo, conforme o tempo.
pela Internet, dá para marcar tudo, desde avião, a hotel e até espectáculos, e sai muito mais barato. =)

xoxo

p.s: onde gostarias de ir??? =D

Malinha viajante disse...

Minha querida em primeiro lugar, acho que ainda não te desejei um óptimo 2010 (shame on me!). Em segundo, há vários programas mas o mais acessível e muito fácil de trabalhar é o powerpoint (foi onde fiz a montagem).
Relativamente ao post, claro que nem toda a gente tem os mesmos gostos, mas se queres visitar alguns sítios não é muito dificil de planear, principalmente se for aqui na Europa...basta um pouquinho de organização! Se precisares de alguma ajuda já sabes apita ;)
bjs

Olhos Dourados disse...

Eu costumo ir à net ver.

ergela disse...

Eu sei o que é isso! A minha I.teve uma vivência muita dura.Trás-os-Montes nalguns casos ainda hoje, infelizmente ainda
fica para trás dos montes.
Foi preciso vir para a "grande cidade" para começar a ter algumas hipóteses de qualidade de vida, mesmo assim teve e tem que trabalhar muito(neste caso nós)para pudermos por exemplo viajar,conhecer outros mundos e outras realidades.Para mal de alguns a vida é "madrasta".
Por isso se tiveres oportunidade voa...e vai conhecer mundo, quanto ao resto (como fazer malas etc.) isso passa com a continuação.

Beijos.

Reporter Da Vida disse...

Eu adoro viajar.
Existem vários packs na net e nas agências em si que já estão todos planeadinhos. Não tenhas receio, que não te arrependes de certeza :)

aa disse...

Olá:)
Eu gosto de viajar, mas não sou muito aventureira... a aventura maior que fiz foi há um ano atrás quando fui e vim a Angola sozinha... já tinha andado várias vezes de avião... e algumas sozinha, mas sempre pela Europa... agora uma viagem para outro continente, foi a primeira vez e mesmo essa não custou nada... só pensava era se chegava ao aeroporto e não estava lá ninguém à minha espera o k fazer?!:) mas, correu tudo bem:)
Pessoalmente, sou de ir, sem roteiro... sem lugares a visitar... mas, já me arrependi de ter procedido assim... pois quando chego começo a fazer uma pesquisa sobre o sítio e chego à conclusão que ficou muito por ver... por isso, o melhor é pesquisar um pouco sobre o destino e sem grandes stresses e/ou ansiedades planear... mas, férias também são para relaxar... descansar e fazer pouco... por isso, o melhor mesmo é ir e desfrutar a viagem...:)
Beijinhos,
AA

Olga disse...

Olá Ana, Penso que somos resultado de tudo, uma mistura da nossa maneira de ser com a forma como nos educaram e ainda como somos condicionados pelos outros. No entanto temos de conseguir abrir as nossas asas e voar, se não chocarmos contra ninguém, então está tudo bem... Viajar para o estrangeiro? Se der vontade vamos sem medo. Caso contrário Portugal é lindo e tem muito para ver. Eu só fui a Londres e só vi a Igreja onde o meu irmão casou. LOL. Mas os Açores são lindos, se ainda não conhece pode começar por aí. A seguir vou à Madeira. BJ grande.

xandarte disse...

Olá,um bom ano para si tambem.Eu adoro viajar só tenho pena de não ter mais dinheiro para viajar sempre que apetece.Já fui ao Brasil,Italia e Espanha.Escolhemos 1º( eu e meus amigos)o país que queremos ir,depois pesquisamos o que se pode ver por lá,monumentos,praias,etc...Nada muito planeado,ir mesmo à aventura.Experimente é sempre bom ver outras culturas,paisaigens,comida.O dinheiro é curto e ainda não deu para mais.Bjs