"Aquilo que não nos destrói, fortalece-nos"
Friedrich Nietzsche

14.12.11

Na mesma condição e tão diferentes

Tenho duas amigas que estão grávidas.
Uma só fala de grávidas e bebés a outra nem que ouvir falar disso.
Uma faz tudo para não se notar a barriga a outra  faz tudo para se notar.
Uma não tem desejos, diz que é oportunismo a outra cada dia um desejo novo.
Ao contrário de mim tem a felicidade de não saber o que são enjoos.

3 comentários:

Rita G. disse...

Cada mulher vive a gravidez de forma diferente, mas acho estranho querer esconder-se a barriga, não querer ouvir falar de bebés...bj

Nokas disse...

As pessoas são todas diferentes :)

triss disse...

Eu também sofri de enjoos até quase ao 6 mês, foi obra!
Mas de facto as mulheres não são todas iguais e vivem a maternidade de forma muito diferente.
Há umas que se tornam mães assim que engravidam (ou antes, quando sonham o bébé) e há outras que se tornam mães quando nasce o filho, que foi o meu caso. E não é por isso que amamos menos:-)