"Aquilo que não nos destrói, fortalece-nos"
Friedrich Nietzsche

24.5.11

Recomeçar

Recomeçar


Recomeça....
Se puderes
Sem angústia
E sem pressa.
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do futuro
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.

E, nunca saciado,
Vai colhendo ilusões sucessivas no pomar.
Sempre a sonhar e vendo
O logro da aventura.
És homem, não te esqueças!
Só é tua a loucura
Onde, com lucidez, te reconheças...


Miguel Torga

4 comentários:

aa disse...

Este poema faz todo o sentido no seguimento da tua postagem anterior... há que saber "recomeçar"...

Quanto ao poema, que dizer... ADORO!!! Pois, adoro os poemas do nosso querido transmontano Miguel Torga, juntamente com Fernando Pessoa e seus heterónimos são os meus poetas preferidos!!!:)
Beijinhos:)

Lita disse...

adoro e quero para mim...

Nokas disse...

Bonito :)

S* disse...

O Miguel Torga, um amigo da natureza, dos bichos, genial.