"Aquilo que não nos destrói, fortalece-nos"
Friedrich Nietzsche

22.12.09

Espelho meu

Gostar de nós é meio caminho andado para sermos felizes.
Quando passamos à frente de um espelho e gostamos do que vemos, tornamo-nos mais auto-confiantes.
Mas mais importante ainda é aprender a gostar do que vemos. Todos temos defeitos “físicos” mas aprender a viver a viver com eles não é fácil, porque muitas vezes durante o nosso percurso fomos postos de lado, excluídos, e o “trauma” apoderou-se de nós e hoje continua a intimidar-nos.
Será que se consegue ultrapassar uma situação destas?
Hoje o que vestimos é mais importante do que o que pensamos, a aparência na grande maioria das vezes é o nosso curriculum.

7 comentários:

Olhos Dourados disse...

É importante também o interior das pessoas.

_+*A Elite in Paris and New York*+_ disse...

O importante é o exterior no primeiro contacto. Depois temos de fazer valer as cartas com o que temos na alma, cabeça e coração.

Eu ando a tentar aprender a viver com defeitos que antes me faziam nem sequer sair à rua. Mas como não os posso mudar, tive de me adaptar.

E desejo o mesmo a todo o mundo: adaptação & assumir.

:)

Beijo meu ♥,

A Elite

Hyndra disse...

A aparência é a primeira imagem que temos, por mais que gostássemos de poder mudar isso. O bom é saber que há pessoas que, independentemente da sua aparência, vale a pena conhecer.

Pinkk Candy disse...

A aparência é o primeiro impacto, mas o que conta é o interior, sempre!
Acredito no que digo, porque quando vivemos no dia a dia com uma pessoa, vivemos com o que ela é por dentro, que nos serve uma bela caixa vazia?
No entanto, é muito importante que nos sintamos bem connosco próprios.

:-)

kiss

Carla disse...

Consegui chegar ainda a tempo de desejar um Feliz Natal e um muito bom Ano Novo, que este nos traga muitas coisas boas entre elas o podermos continuar a partilhar pequenos e grandes momentos. Um abraço do tamanho do mundo

a Gaja disse...

infelizmente nos dias que correm a aparência ainda conta muito...

Miss G disse...

"Hoje o que vestimos é mais importante do que o que pensamos" penso que sempre foi assim, mas de há uns tempos apra cá, está ainda mais exacerbado...