"Aquilo que não nos destrói, fortalece-nos"
Friedrich Nietzsche

13.11.09

Quando não se tem nada a dizer, ou a falta de imaginação apodera-se das mãos, fala-se do tempo para passar o tempo

Está tudo dito.

Detesto quando o tempo não é carne nem é peixe.
Detesto este vento.
Gostava de estar em casa sentada à lareira embrulhada no meu cobertor[ o meu P*].

6 comentários:

carlinha disse...

Ahhh...é bom saber que as coisas estão resolvidas. O amor é mesmo assim, ultrapassa os momentos menos bons. Um beijinho de bom fim-de-semana.

Lebasiana disse...

obrigada pelas informações metereológicas! ;)

jinhos

Alexandre disse...

Oh, concordo com o terceiro ponto.
Na lareira com o cobertor :D

Just Me...S disse...

Haaaa...estou como tu amiga! Para mim ou é verão ou é inverno, detesto o intermedio...e se é invesrno é em casa enroladinha na mantinha :)))

Doce beijo

Carla disse...

Oi Ana, que bom que tivesses "aparecido" no aniversário do blog, obrigadão pelo carinho. Hoje estou finalmente num dia de preguiça e resolvi que tinha que visitar uns blogs, cheguei aqui e cai em mim ao ver á quanto tempo não aparecia, que raiva, queria conseguir fazer tudo o que me apetece e não.....bem acho que acontece o mesmo com todos, mas gosto de vir aqui ler o teu "diário" saio sempre com um sorriso nos lábios, devemos ter muito em comum, quem sabe um dia dá para beber um cafezinho, adorava. Um beijão e aparece sempre, eu respondo demoro é mais do que devia.

Pinkk Candy disse...

olá!
eu também detesto vento, mas adoro as estações intermédias, nem muito calor, nem muito frio :-)

xoxo